Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://observatorio.fm.usp.br/handle/OPI/13083
Título: Soroprevalência do vírus linfotrópico de células T humanas (HTLV) entre doadores de sangue em hemocentros de Maringá-Paraná e Boa Vista-Roraima
Autor(es): SEMEÃO, Lucas Emmanuel da SilvaROQUE, Daniela RibeiroFRANCISCO SOBRINHO, TêdiCOSTA, Cássia Kely FavorettoDODORICO, MarisaYAMAGUCHI, Mirian Ueda
Parte de: EPIDEMIOLOGIA E SERVICOS DE SAUDE, v.24, n.3, p.523-529, 2015
Resumo: OBJECTIVE: to describe human T cell lymphotropic virus (HTLV) seroprevalence among blood donors at blood centers in Maringá-Paraná and Boa Vista-Roraima.METHODS:this was a descriptive study of secondary data of tests on blood samples from first time and loyal donors in Maringá (2001-2010) and Boa Vista (2007-2010).RESULTS:126,386 blood donations were studied in Maringá and 50,855 in Boa Vista. Based on the records of positive serology for HTLV between 2007 and 2010, the number of cases in Maringá remained low and stable, while in Boa Vista it increased from 1.6 to 11.2 positive cases per 10,000 donations.CONCLUSION:this study showed a different epidemiological profile among donors in the two cities. This suggests the need to increase actions with a more regionalized approach to preventing HTLV virus transmission in Brazil.

OBJETIVO: descrever a soroprevalência do vírus linfotrópico de células T humanas (HTLV) entre doadores de sangue em hemocentros nos municípios de Maringá-PR e Boa Vista-RR, Brasil.MÉTODO:estudo descritivo com dados secundários dos resultados de exames realizados em amostras de sangue de doações realizadas no período de 2001 a 2010 em Maringá, e de 2007 a 2010 em Boa Vista.RESULTADOS:foram estudadas 126.386 doações em Maringá e 50.855 em Boa Vista; considerando-se os registros de sorologia positiva para HTLV, foi possível constatar que em Maringá, entre 2007 e 2010, o número de casos permaneceu baixo e estável, enquanto em Boa Vista, ocorreu aumento de 1,6 para 11,2 casos positivos para cada 10 mil doações.CONCLUSÃO:evidenciou-se perfil epidemiológico distinto entre os doadores dos hemocentros nas duas cidades, sugerindo a necessidade de incremento das ações com enfoque mais regionalizado, para a prevenção da transmissão do HTLV no Brasil.
Aparece nas coleções:

Artigos e Materiais de Revistas Científicas - FM/Outros
Outros departamentos - FM/Outros


Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
art_SEMEÃO_Soroprevalencia_do_virus_linfotropico_de_celulas_T_humanas_2015.PDFpublishedVersion (Portuguese)1.31 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.