Please use this identifier to cite or link to this item: https://observatorio.fm.usp.br/handle/OPI/22222
Title: Maturação dos potenciais evocados auditivos de longa latência em crianças ouvintes: análise do complexo P1-N1-P2-N2
Authors: SILVA, Liliane Aparecida FagundesMAGLIARO, Fernanda Cristina LeiteCARVALHO, Ana Claudia Martinho deMATAS, Carla Gentile
Citation: CODAS, v.29, n.4, p.e20160216, 2017
Abstract: ABSTRACT Purpose The purpose of this study was to monitor the emergence and changes to the components of the Long Latency Auditory Evoked Potentials (LLAEP) in normal hearing children. Methods This longitudinal study included children of both genders: seven aged between 10 and 35 months, and eight children between 37 and 63 months. The electrophysiological hearing evaluation consisted of analysis of LLAEP obtained in a sound field generated with loudspeakers positioned at an azimuth of 90°, through which the syllable /ba/ was played at an intensity of 70 dB HL. Each child underwent an initial evaluation followed by two re-evaluations three and nine months later. Results The emergence of LLAEP components across the nine-month follow-up period was observed. P1 and N2 were the most common components in children of this age range. There was no statistically significant difference regarding the occurrence of P1, N1, P2, and N2 components amongst younger and older children. Regarding latency values, the greatest changes overtime were observed in the P1 component for younger children and in the N2 component for older children. Only the P1 component significantly differed between the groups, with the highest latency values observed in younger children. Conclusion LLAEP maturation occurs gradually and the emergence of complex components appears to be related more to the maturation of the central auditory nervous system than to chronological age.

RESUMO Objetivo O objetivo deste estudo foi monitorar o surgimento e as mudanças nos componentes dos Potenciais Evocados Auditivos de Longa Latência (PEALL) em crianças com audição normal. Método Estudo longitudinal com crianças de ambos os gêneros, sendo: sete crianças com idade entre 10 e 35 meses, e oito crianças com idade entre 37 e 63 meses. A avaliação eletrofisiológica da audição consistiu na análise dos PEALL obtidos em campo sonoro com as caixas posicionadas a 90° azimute, por meio da sílaba /ba/ na intensidade de 70 dBnNA. Cada criança passou por uma avaliação inicial seguida por duas reavaliações após três e nove meses. Resultados Foi observado surgimento dos componentes dos PEALL ao longo dos nove meses de acompanhamento, sendo os componentes P1 e N2 os mais frequentes em crianças desta faixa etária. Não houve diferença estatística no que diz respeito à ocorrência dos componentes P1, N1, P2 e N2 entre as crianças mais novas ou mais velhas. No que tange aos valores de latência, as maiores diferenças ao longo dos nove meses foram observadas no componente P1 para as crianças mais novas e para o componente N2 para as crianças mais velhas. Somente o componente P1 apresentou diferença estatisticamente significante entre os grupos, sendo que foram observados maiores valores de latência entre as crianças mais novas. Conclusão A maturação dos PEALL ocorre gradualmente e o surgimento dos componentes do complexo parece estar mais relacionado à maturação do sistema nervoso auditivo central do que à idade cronológica.
Appears in Collections:

Artigos e Materiais de Revistas Científicas - FM/MFT
Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional - FM/MFT

Artigos e Materiais de Revistas Científicas - LIM/34
LIM/34 - Laboratório de Ciências da Reabilitação


Files in This Item:
File Description SizeFormat 
art_SILVA_Maturacao_dos_potenciais_evocados_auditivos_de_longa_latencia_2017.PDFpublishedVersion (English)1.09 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
art_SILVA_Maturacao_dos_potenciais_evocados_auditivos_de_longa_latencia_2017_por.PDFpublishedVersion (Portuguese)1.07 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.