Please use this identifier to cite or link to this item: https://observatorio.fm.usp.br/handle/OPI/29447
Title: Orientação teórica e os cenários de prática na formação de terapeutas ocupacionais na atenção primária à saúde: perspectivas de docentes
Authors: SILVA, Rodrigo Alves dos SantosOLIVER, Fatima Correa
Citation: CADERNOS BRASILEIROS DE TERAPIA OCUPACIONAL-BRAZILIAN JOURNAL OF OCCUPATIONAL THERAPY, v.24, n.3, p.469-483, 2016
Abstract: Objective: This article aimed to describe and analyze the theoretical guidance and practical scenarios in the training of occupational therapists in Primary Health Care (PHC). Method: This is a qualitative research, which presents the perspectives of 17 teachers from nine occupational therapy courses in the state of Sao Paulo. Results: We categorized subjects associated to the study objective and present two categories: theoretical orientation - which includes the study of the referential Alma Ata (1978); Health Reform; critical understanding of the Unified Health System, the PHC and the profession specificity in this field involving understanding of the devices used by the teams occupational therapist and their working tools, social vulnerability understanding, everyday life and institutional context involving services and their management. The Practice Scenarios has been identified a plurality of services and drawings management where theoretical activities practices are developed, pointed out the difficulty of conducting training for this professional field. Moreover, the absence of workers on PHC hinders health care and also impairs the students training from different professional areas. Conclusion: The professional category must value since training, the learning of new care technologies compatible with their knowledge and occupational therapeutic resources towards the population's access to different practices for comprehensive health care, including the care of occupational therapy in PHC.

Objetivo: O objetivo deste artigo é descrever e analisar a orientação teórica e os cenários de prática na formação de terapeutas ocupacionais na Atenção Primária à Saúde (APS). Método: Trata-se de uma pesquisa qualitativa, que apresenta as perspectivas de 17 docentes de nove cursos de terapia ocupacional do Estado de São Paulo. Resultados: Foi realizada categorização de temas associados ao objetivo do estudo e, para este artigo, apresentamos duas categorias: Orientação teórica – que compreende o estudo do referencial de Alma Ata (1978); da Reforma Sanitária; da compreensão crítica do Sistema Único de Saúde, da APS e da especificidade da profissão nesse campo, que envolve o entendimento dos dispositivos que contemplam o terapeuta ocupacional nas equipes e de suas ferramentas de trabalho, e a compreensão sobre vulnerabilidade social, vida cotidiana e contexto institucional, que envolve os serviços e sua gestão. Já em relação aos Cenários de Prática foi identificada uma pluralidade de serviços e desenhos de gestão, nos quais se desenvolvem as atividades teórico-práticas, o que apontou uma dificuldade para realizar a formação para esse campo profissional. Além disso, a ausência de trabalhadores na APS dificulta o cuidado em saúde e também prejudica a formação de estudantes de diferentes áreas profissionais. Conclusão: Cabe também à categoria profissional valorizar, desde a formação graduada, o aprendizado de tecnologias de cuidado compatíveis com os seus saberes e recursos terapêutico-ocupacionais em direção ao acesso da população a diferentes práticas para o cuidado integral à saúde, incluindo-se o cuidado da terapia ocupacional na APS
Appears in Collections:

Artigos e Materiais de Revistas Científicas - FM/MFT
Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional - FM/MFT


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.