Please use this identifier to cite or link to this item: https://observatorio.fm.usp.br/handle/OPI/39673
Title: Ressignificando a Relação entre Calouros e Veteranos: Mentoria de Pares na Visão de Alunos Mentores
Authors: SOUZA, Marina Guitti deREATO, Lígia de Fátima NóbregaBELLODI, Patrícia Lacerda
Citation: REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAçãO MéDICA, v.44, n.4, p.e174, 2020
Abstract: Abstract: Introduction: Peer mentoring has been recognized as one of the support interventions to face one of the most stressful moments for students - the transition to higher education. This study brings the experience of the first year of activity of a peer mentoring program carried out at a Brazilian medical school. This study aimed to describe the process of peer mentoring with freshmen on the medical course and present the reasons for satisfaction and challenges encountered along the way, as well as suggestions for improving the activity. Method: Qualitative analysis of feedback submitted over the year by seniors, in the role of mentors. The statements were summarized using the Discourse of the Collective Subject method. Results: The mentors performed actions of academic support, personal support and were also hosts of the academic environment. It proved difficult to hold face-to-face meetings, so they were complemented by virtual meetings. Finding a common schedule and maintaining the frequency of meetings were the main challenges. Lack of interest from some freshmen and drying up of demands in the second half of the year generated frustration. On the other hand, the mentors observed the growth of freshmen and their own personal development, expressing feelings of gratitude and satisfaction with the affective bonds created. For the next experiences, the mentors suggested an earlier start for the program, fewer freshmen per group and greater monitoring of the activities by the coordination. Express requests have been made for mentoring to continue in the future. Conclusions: Peer mentoring is a broad activity in the academic, personal and social fields. Freshmen are helped to deal with the uncertainties of starting the course in a safe space where anxieties can be shared. The mentoring relationship is mutually beneficial, and the senior also develops throughout the process. There were difficulties in holding the meetings and improvements are needed in order to engage more with the activity and expand its benefits.

Resumo: Introdução: A mentoria de pares tem sido reconhecida como uma das intervenções de suporte para o enfrentamento de um dos mais estressantes momentos para os estudantes - a transição para o ensino superior. Este estudo traz a experiência do primeiro ano de atividade de um programa de mentoria de pares realizado numa escola médica brasileira. Este estudo teve como objetivos descrever o processo do “fazer mentoria de pares” com calouros do curso médico e apresentar as satisfações e os desafios encontrados no caminho, assim como as sugestões para o aprimoramento da atividade. Método: Analisaram-se qualitativamente os feedbacks enviados ao longo do ano por veteranos que assumiram o papel de mentores. Os depoimentos foram sintetizados tendo por referencial o método do discurso do sujeito coletivo. Resultados: Os mentores realizaram ações de suporte acadêmico e pessoal, e também foram anfitriões do ambiente acadêmico. Os encontros presenciais foram de difícil realização, sendo complementados por encontros virtuais. Encontrar um horário comum e manter a periodicidade dos encontros foram os principais desafios. Desinteresse de alguns calouros e esvaziamento de demandas na segunda metade do ano geraram frustração. No entanto, os mentores observaram o crescimento dos calouros e o seu próprio desenvolvimento pessoal, expressando sentimentos de gratidão e satisfação com os vínculos afetivos criados. Para as próximas experiências, os mentores sugeriram um início mais precoce do programa, menor número de calouros por grupo e maior acompanhamento das atividades pela coordenação. Pedidos expressos para que a mentoria continue no futuro foram feitos. Conclusões: Fazer mentoria de pares é um fazer amplo nos campos acadêmico, pessoal e social. Os calouros recebem ajuda para lidar com as incertezas do início do curso em um espaço seguro em que ansiedades podem ser compartilhadas. A relação de mentoria é mutuamente benéfica e o veterano também se desenvolve ao longo do processo. Dificuldades na realização dos encontros mostraram-se presentes e aprimoramentos precisam ser realizados para maior engajamento com a atividade e ampliação de seus benefícios.
Appears in Collections:

Artigos e Materiais de Revistas Científicas - HC/Outros
Outros institutos - HC/Outros


Files in This Item:
File Description SizeFormat 
art_SOUZA_Ressignificando_a_Relacao_entre_Calouros_e_Veteranos_Mentoria_2020.PDFpublishedVersion (Portuguese)244.85 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.