Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://observatorio.fm.usp.br/handle/OPI/45942
Título: LAPAROSCOPIC LIVER RESECTION FOR BENIGN TUMORS: THE CURRENT POSITION
Autor(es): HERMAN, PauloFONSECA, Gilton MarquesKRUGER, Jaime Arthur PirolaJEISMANN, Vagner BirkCOELHO, Fabricio Ferreira
Parte de: ABCD-ARQUIVOS BRASILEIROS DE CIRURGIA DIGESTIVA-BRAZILIAN ARCHIVES OF DIGESTIVE SURGERY, v.34, n.4, article ID e1641, 6p, 2021
Resumo: BACKGROUND: The main indications of the use of laparoscopic liver surgery (LLS), in the early days, were benign liver lesions. As LLS became more popular, indications for malignant diseases outnumbered those for benign ones. This study aims to rule out the indications and results of LLS for the treatment of benign liver tumors. METHODS: Out of 445 LLS performed in a single center, 100 (22.4%) were for benign tumors. The authors discuss the indications for resection and present their perioperative results. RESULTS: In total, 100 patients with benign tumors were evaluated. Specifically, these were as follows: 66 cases of hepatocellular adenomas; 14 cases of biliary mucinous neoplasm; 13 cases of focal nodular hyperplasia; 4 cases of angiomyolipomas; and 3 cases of hemangiomas with a mean size of 7.6 cm (ranging from 3.1 to 19.6 cm). The total morbidity rate was 19%, with 9% classified as Clavien-Dindo grades 3 or 4. No mortality was observed. CONCLUSION: LLS for benign liver tumors is safe and presents excellent results. However, indications for resection are increasingly restricted and should not be performed just because it is a minimally invasive procedure.

RACIONAL: As principais indicações das hepatectomias video-laparoscópicas (HVL), inicialmente, eram nas lesões hepáticas benignas. À medida que a HVL se tornou mais popular, as indicações de doenças malignas superaram as de doenças benignas. Este estudo teve como objetivo discutir as indicações e resultados da HVL para o tratamento de tumores hepáticos benignos. MÉTODOS: De 445 HVL realizadas em um único centro, 100 (22,4%) foram para tumores benignos. Os autores discutem as indicações para ressecção e apresentam seus resultados perioperatórios. RESULTADOS: No total, 100 pacientes com tumores benignos foram avaliados, a saber: 66 casos de adenomas hepatocelulares; 14 de neoplasia mucinosa biliar; 13 de hiperplasia nodular focal; 4 de angiomiolipomas; e 3 de hemangiomas. O tamanho médio das lesões foi de 7,6 cm (3,1 a 19,6 cm). A taxa de morbidade total foi de 19%, sendo 9% classificados como Clavien-Dindo 3 ou 4 e não foi observada mortalidade. CONCLUSÃO: A HVL para tumores hepáticos benignos é segura e apresenta excelentes resultados. No entanto, as indicações para cirurgia são cada vez mais restritas, não sendo recomendável indicar a ressecção somente por se tratar de procedimento minimamente invasivo.
Aparece nas coleções:

Artigos e Materiais de Revistas Científicas - FM/MGT
Departamento de Gastroenterologia - FM/MGT

Artigos e Materiais de Revistas Científicas - HC/ICESP
Instituto do Câncer do Estado de São Paulo - HC/ICESP

Artigos e Materiais de Revistas Científicas - HC/ICHC
Instituto Central - HC/ICHC

Artigos e Materiais de Revistas Científicas - LIM/02
LIM/02 - Laboratório de Anatomia Médico-Cirúrgica

Artigos e Materiais de Revistas Científicas - LIM/37
LIM/37 - Laboratório de Transplante e Cirurgia de Fígado


Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
art_HERMAN_LAPAROSCOPIC_LIVER_RESECTION_FOR_BENIGN_TUMORS_THE_CURRENT_2021_por.PDFpublishedVersion (Portuguese)1.2 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir
art_HERMAN_LAPAROSCOPIC_LIVER_RESECTION_FOR_BENIGN_TUMORS_THE_CURRENT_2021_eng.PDFpublishedVersion (English)1.15 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.