Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: https://observatorio.fm.usp.br/handle/OPI/470
Título: Doenças Crônicas Não Transmissíveis no Brasil: prioridade para enfrentamento e investigação
Autor: DUNCAN, Bruce BartholowCHOR, DoraAQUINO, Estela M. L.BENSENOR, Isabela M.MILL, Jose GeraldoSCHMIDT, Maria InesLOTUFO, Paulo AndradeVIGO, AlvaroBARRETO, Sandhi Maria
Citación: REVISTA DE SAUDE PUBLICA, v.46, suppl.S, p.126-134, 2012
Resumen: Chronic Non-Communicable Diseases are the main source of disease burden in Brazil. In 2011, the Brazilian Ministry of Health launched the Strategic Plan of Action for Management of Chronic Non-Communicable Diseases focusing on population-based interventions to manage cardiovascular diseases, diabetes, cancer, and chronic respiratory diseases mainly through fighting tobacco use, unhealthy diets, physical inactivity and the harmful use of alcohol. Although a significant number of scientific studies on chronic diseases and their risk factors have been undertaken in Brazil, few are of cohort design. In this context, the Brazilian Longitudinal Study of Adult Health (ELSA-Brasil), a cohort study of 15,105 Brazilian public servants reflects the reality of high prevalences of diabetes, hypertension and the main chronic diseases risk factors. The diversity of information that the Study will produce can provide important input to better understand the causes of chronic diseases and to support public policies for fighting them.

As Doenças Crônicas Não Transmissíveis representam a maior carga de morbimortalidade no Brasil. Em 2011, o Ministério da Saúde lançou seu Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis, enfatizando ações populacionais para controlar as doenças cardiovasculares, diabetes, câncer e doença respiratória crônica, predominantemente pelo controle do fumo, inatividade física, alimentação inadequada e uso prejudicial de álcool. Apesar da produção científica significativa sobre essas doenças e seus fatores de risco no Brasil, poucos são os estudos de coorte nessa temática. Nesse contexto, o Estudo Longitudinal da Saúde do Adulto (ELSA-Brasil) acompanha 15.105 servidores públicos do País. Seus dados espelham a realidade brasileira de altas prevalências de diabetes e hipertensão e dos fatores de risco. A diversidade das informações produzidas permitirá aprofundar o entendimento causal dessas doenças e subsidiar políticas públicas para seu enfrentamento.
Aparece en las colecciones:

Artigos e Materiais de Revistas Científicas - FM/MCM
Departamento de Clínica Médica - FM/MCM

Artigos e Materiais de Revistas Científicas - HC/ICHC
Instituto Central - HC/ICHC


Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
art_BENSENOR_Chronic_Non_Communicable_Diseases_in_Brazil_priorities_for_2012.PDFpublishedVersion (Portuguese)127.06 kBAdobe PDFVista previa
Visualizar/Abrir

Los ítems de DSpace están protegidos por copyright, con todos los derechos reservados, a menos que se indique lo contrario.