Please use this identifier to cite or link to this item: https://observatorio.fm.usp.br/handle/OPI/702
Title: Fatores associados ao tabagismo em idosos: Inquérito de Saúde no Estado de São Paulo (ISA-SP)
Authors: ZAITUNE, Maria Paula do AmaralBARROS, Marilisa Berti de AzevedoLIMA, Margareth GuimaraesCESAR, Chester Luiz GalvaoCARANDINA, LuanaGOLDBAUM, MoisesALVES, Maria Cecilia Goi Porto
Citation: CADERNOS DE SAUDE PUBLICA, v.28, n.3, p.583-595, 2012
Abstract: This article reports on smoking prevalence and associated factors in the elderly, based on a population-based cross-sectional study with multistage sampling including 1,954 individuals 60 years or older living in four areas of Sao Paulo State, Brazil. Overall smoking prevalence was 12.2%, and higher rates were associated with male gender, age 60-69 years, not belonging to an Evangelical church, lower income, low body weight, lack of leisure-time physical activity, depression/anxiety, and hypertension. There was a high prevalence of smokers among individuals with a history of stroke, cancer, and chronic obstructive pulmonary disease. The results point to the need for effective interventions in healthcare services to promote smoking cessation among the elderly, since many are unable to stop on their own, even when they have tobacco-related illnesses. Special attention should be paid to individuals that depend on the National Health System, since smoking prevalence is higher in underprivileged socioeconomic groups.

O objetivo deste trabalho foi determinar a prevalência do hábito de fumar e os fatores associados em idosos. Estudo transversal de base populacional, com amostragem em múltiplos estágios, que envolveu 1.954 idosos com 60 anos ou mais, residentes em quatro áreas do Estado de São Paulo, Brasil. A prevalência de fumantes foi de 12,2%, sendo maior no sexo masculino, na faixa de 60 a 69 anos, nos estratos inferiores de renda, nos idosos com baixo peso corporal, nos que não praticavam atividade física de lazer, naqueles com depressão/ansiedade e que referiram não ser hipertensos, e a prevalência foi menor entre os evangélicos. Prevalências elevadas de fumantes foram observadas em idosos com história de AVC, câncer e doença pulmonar crônica. Os resultados alertam para a necessidade de intervenções eficazes dos serviços de saúde para a cessação do tabagismo em idosos, visto que muitos deles, mesmo com doenças relacionadas ao tabaco, não conseguem deixar de fumar, especialmente junto ao estrato SUS dependente, pois a prevalência do tabagismo é maior nos segmentos socioeconômicos mais desfavorecidos.
Appears in Collections:

Artigos e Materiais de Revistas Científicas - FM/MPR
Departamento de Medicina Preventiva - FM/MPR

Artigos e Materiais de Revistas Científicas - LIM/39
LIM/39 - Laboratório de Processamento de Dados Biomédicos


Files in This Item:
File Description SizeFormat 
art_GOLDBAUM_Factors_associated_with_smoking_in_the_elderly_a_2012.PDFpublishedVersion (Portuguese)129.89 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.